A tentação pode resultar em vitória

Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento. 1 Coríntios 10:13

Não devemos apresentar nossas petições a Deus para provar se Ele cumprirá Sua palavra, mas porque Ele a cumpre; não para provar se nos ama, mas porque Ele nos ama.

“Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto. […] e Lhe disse: Tudo isto Te darei se, prostrado, me adorares” (Mt 4:8, 9).

Esse foi o esforço culminante de Satanás. Nesse esforço, lançou ele todo o seu poder enganador. Era o encantamento da serpente. Exerceu o poder de seu fascínio sobre Cristo, esforçando-se por fazê-Lo entregar Sua vontade à dele. Em Sua fraqueza, Cristo apegou-Se a Deus. A divindade irradiou por intermédio da humanidade. Cristo revelou-Se como o Comandante do Céu, e Suas palavras foram as de alguém que tem todo o poder. “Retira-te, Satanás”, disse Ele, “porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a Ele darás culto” (Mt 4:10).

Satanás havia questionado se Jesus era o Filho de Deus. Na maneira como ele foi sumariamente despedido, Satanás obteve a prova que não poderia refutar. Foi impotente para resistir à ordem. Torcendo-se de humilhação e raiva, foi forçado a retirar-se da presença do Redentor do mundo. A vitória de Cristo foi tão completa como havia sido o fracasso de Adão.

Cristo sabia dos longos anos de conflito no futuro, entre os seres humanos e seu sagaz inimigo. Ele é o refúgio de todos os que, assediados pela tentação, clamam a Ele. Tentações e provas virão a todos nós, mas não precisamos ser derrotados pelo inimigo. Nosso Salvador venceu em nosso favor. Satanás não é invencível. Dia após dia, ele enfrenta aqueles que estão sendo provados, esforçando-se, mediante suas ciladas, por obter a supremacia sobre eles. Seu poder acusador é grande, e é nesse aspecto que Satanás obtém mais vitórias do que em qualquer outro. Cristo foi tentado para que pudesse saber como ajudar cada pessoa que fosse tentada dali em diante. A tentação não é pecado; o pecado consiste em ceder. Para a pessoa que confia em Jesus, tentação significa vitória e força ainda maior.

Cristo está pronto a perdoar todos os que vão a Ele, confessando seus pecados. […] Graças a Deus, temos um sumo sacerdote que pode compadecer-Se de nossas fraquezas, pois foi tentado em todas as coisas, como nós somos (Cristo Triunfante, p. 217).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s