Simão Pedro

Simão, a quem acrescentou o nome de Pedro. Lucas 6:14, ARA

Em todas as listas de apóstolos nos evangelhos, Pedro é o primeiro a ser mencionado, o que sugere sua liderança entre os demais. O versículo de hoje, porém, revela um detalhe importante: “Pedro” foi uma espécie de apelido que Jesus colocou em Simão.

Em grego, “Pedro” significa pedra. A escolha de Jesus desse novo nome para Simão talvez sugira a necessidade de afirmar na personalidade do apóstolo uma característica a ser desenvolvida: a firmeza de uma rocha. Sem esse elemento em seu caráter, Pedro jamais teria sido o líder influente que foi.

Jesus havia identificado em Simão um grande potencial para a liderança, mas estava bem atento ao fato de que aquela personalidade explosiva, cheia de altos e baixos, precisava encontrar o ponto de equilíbrio para ser um grande protagonista da pregação do evangelho, como sabemos que ele se tornou.

Por ser inconstante e impetuoso, Pedro passou por muitas dificuldades e situações constrangedoras. Foi severamente repreendido por Jesus, certa vez, ao falar sem pensar; negou o Senhor; e foi corrigido pelo apóstolo Paulo por tentar “jogar em dois times” sobre o importante tema da salvação para os gentios. Esse era o Simão que teimava em morar na personalidade de Pedro.

É interessante ver como o próprio Pedro se identifica anos depois da ascensão de Jesus: “Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo” (2 Pedro 1:1, ARA, itálico acrescentado). A forma como o apóstolo se define pode estar sugerindo que ele tenha entendido a ambiguidade de sua personalidade e percebido que a luta de sua vida fosse vencer a inconstância e a impulsividade de “Simão” e consolidar a firmeza de “Pedro”.

Todos nós somos um pouco de “Simão” e “Pedro”. Temos uma personalidade complexa, que mescla características positivas e negativas. Nascemos com inclinações para o pecado e o erro. Com o novo nascimento, passa a ocorrer em nós a luta entre as características negativas que carregamos e as positivas que Jesus faz surgir no coração. Sem Cristo, porém, o balanço da vida é sempre negativo e, infelizmente, o “Simão” ganha do “Pedro”.

No caso do apóstolo retratado hoje, entretanto, mesmo com todas as lutas que enfrentou, “Pedro” prevaleceu. É com esse nome que ele se tornou conhecido como um grande apóstolo. Ele mesmo explica que isso foi possível porque Jesus foi a Pedra sobre a qual sua existência foi edificada (1 Pedro 2:6). Coloque o fundamento de sua vida em Cristo e você será firme como uma rocha.

Anúncios

One comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s